A Nova Zelândia já é um destino certo para milhares de estudantes que buscam combinar estudo com turismo e aventura. Localizada no Sudoeste do oceano Pacifico, a terra do pássaro kiwi é formada por duas ilhas principais: a Ilha do Norte, onde fica a capital, Wellington, e a cidade de Aukland, e a Ilha do Sul, em que estão centradas as cidades de Queenstown e Christchurch.

Uma das preocupações do país é oferecer estrutura de ensino adequada não apenas para os neozelandeses, mas para todos os outros estudantes do mundo. Através do Código das Práticas de Bem Estar do Estudante Internacional, documento instituído e controlado pelo governo da Nova Zelândia, todos os estabelecimentos de ensino devem atuar com transparência nas informações, cuidado com a escolha da acomodação, ética e atenção às necessidades individuais de cada aluno, entre outros quesitos.

Os cursos de idioma vão desde o aprendizado geral do inglês até cursos com objetivos específicos direcionados ao ensino acadêmico. Já no ensino superior, aéreas como Medicina, Engenharia, Direito, Agricultura, Estudos Ambientais e Educação ganham destaque e são bem reconhecidas nas oito universidade públicas que recebem estudantes estrangeiros. Além das universidades, os intercambistas podem escolher estudar em um dos 19 Institutos de Tecnologia e Politécnicos (ITPs), todos públicos. As qualificações obtidas nas ITPs têm equivalência com as oferecidas pelas universidades, e seus cursos vão desde o nível técnico até a graduação e a pós.

Durante o intercâmbio, não deixe de conhecer as paisagens incríveis e os atrativos do país. Inclua no roteiro passeios pelos grandes pólos turísticos, conheça as montanhas, lagos, florestas e os 15 mil km de costa que oferecem tudo de que os visitantes precisam para a prática de esportes radicais ou para um simples contato com a natureza.