Escolher uma ilha como destino de intercâmbio tem lá as suas vantagens, principalmente quando essa ilha-país é a Austrália, a maior do mundo. E não é apenas em extensão territorial que o país Austráliase destaca. Segundos dados levantados pela revista inglesa Times Higher Education (THE) em 2012, das 100 melhores universidades com menos de 50 anos 14 classificadas são australianas.

Cidades como Sydney, Melbourne, Perth, Adelaide e até a bela Cairns, que integra a costa da Grande Barreira de Corais, já fazem parte da rota e histórias de muitos estudantes internacionais. Os dados divulgados em 2013 pela Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais) apontam que o país está entre os cinco destinos mais procurados pelos estudantes brasileiros.
A qualidade de ensino não fica apenas para a educação superior. Escolas de idioma oferecem cursos de inglês para os mais diferentes níveis de aprendizagem. Outra vantagem da Austrália é que dá para conciliar trabalho com estudo, mas para isso é necessário ficar atento aos tipos de vistos exigidos pelo país.

E o que atrai muitos destes jovens, além da segurança e qualidade de ensino, é a enorme diversidade geográfica, que torna até difícil escolher o que fazer nas horas vagas. Modernidade e natureza se misturam. Por isso, não deixede incluir no seu roteiro visitas as praias paradisíacas e ao Daintree National Park, em Port Douglas. Realize trilhas, passeios de trem, de teleférico e aprecie as belas paisagens que contemplam cachoeiras, vales e florestas tropicais da cidade de Cairns. Pratique algum esporte aquático, conheça pontos turísticos e históricos de algumas cidades como o famoso edifício Opera House, localizado em Sydney, que oferece entretenimentos desde teatro até bares e lojas de presentes.